fbpx
Mercado imobiliário

Veja qual o tipo de material ideal para móveis planejados para cada cômodo da sua casa

Bruno Tenório Broker

Por mais bonita que seja uma casa, ela pode ganhar ainda mais requinte se o seu interior contar com móveis que tenham um design moderno, bonito e uma boa resistência. Por isso, é muito importante entender sobre os diferentes tipos de madeira para móveis planejados.

Para garantir uma casa elegante, sofisticada e, ao mesmo tempo, prática e funcional, os móveis planejados é a decisão correta pelos proprietários durante a decoração. Esse conceito permite aproveitar cada espaço da residência de acordo com as necessidades, o estilo e gosto dos moradores.

Além disso, os móveis planejados apresentam maior flexibilidade e se encaixam nos novos padrões de consumo, por exemplo, imóveis cada vez menores para famílias reduzidas. Eles atenderão à demanda e se adaptarão à metragem reduzida.

Material para móveis planejados: MDP

Também chamado de “novo aglomerado de madeira” pelos marceneiros, o MDP é uma madeira artificial. Ele é feito de madeira de reflorestamento, como Pinus e Eucalipto, recebe a aplicação de uma resina e é prensado sob alta temperatura. O resultado é um material com boa resistência e que não esfarela com o passar do tempo — ao contrário dos antigos compensados de madeira.

Apesar de não ser recomendado que o MDP tenha contato com água, é importante esclarecer que ele tem boa resistência ao líquido. Portanto, móveis planejados que serão usados no banheiro, na lavanderia ou em uma área externa podem ser feitos com MDP. A qualidade do revestimento também influenciará na resistência à umidade ou maresia.

Uma desvantagem desse material é que não é possível criar móveis curvilíneos ou com cantos arredondados, pois ele quebra. Por isso, é comum quem as portas e os fundos dos móveis sejam feitos em MDP, e o restante, com MDF.

MDF

O processo de produção do MDF é semelhante ao MDP. Ambos são feitos com madeira de reflorestamento prensada. A grande diferença é que no MDF é usado mais material — o que garante maior densidade e suporte à usinagem.

Com o MDF, é possível criar móveis com cantos arredondados. Por isso, é comum seu uso em projetos sofisticados da sala de estar, por exemplo. Além disso, ele pode ser revestido com diversos produtos.

Um ponto importante na hora de falar sobre os materiais utilizados na criação dos móveis planejados é a espessura da chapa de MDF: quanto mais grossa, mas resistente.

Em grandes lojas de varejo, é comum ver móveis com fundos em MDF de apenas 3 mm. Isso ocorre porque o MDF é reconhecido como mais resistente do que o MDP, mas, nesse caso, o que importa é a espessura da chapa.

Escolha materiais com, no mínimo, 6 mm de espessura. Afinal, um armário de banheiro, um fundo de gaveta ou de pia, por exemplo, precisam ser resistentes.

O MDF custa, em média, 25% a mais que o MDP. Por isso, seu uso é comum em projetos mais ambiciosos. Móveis para área externa costumam ser feitos em MDP ou OSB.

OSB

É um aglomerado de madeira com produção semelhante aos outros materiais citados. Nesse caso, a diferença é o tamanho dessas partículas: elas são visíveis e fazem um desenho entre si. Por isso, o OSB tem uma aparência mais rústica. Ele tem ótima resistência, sendo usado na criação de portas, paredes e móveis. Além disso, é um bom isolante acústico.

Por ter um custo menor e uma boa resistência, o OSB é recomendado para móveis de cômodos como garagem, jardim e casas de praia. 

Madeira maciça

A madeira maciça é uma opção para quem deseja móveis planejados voltados para o estilo mais rústico, colonial e sofisticado. Sua composição é a madeira pura, sem adição de fibras e outros materiais sintéticos que fazem parte da sua composição.

Além do conceito entregue, o estilo maciço, na maioria das vezes, necessita cuidado na limpeza, com a utilização de produtos específicos que visam a manter o estilo e proteger de agentes naturais, como a umidade. Algumas das principais madeiras utilizadas como maciça são: cedro, carvalho, pinus, pinho, etc.

Apesar de serem bastante resistentes e terem longa vida, os móveis desse tipo constituem de madeira natural e, na grande maioria das vezes, espécies utilizadas na fabricação, como mogno, por exemplo, têm várias limitações para utilização na construção de móveis.

Madeira de demolição

Nesse caso, também temos uma excelente opção para móveis voltados para o estilo mais rústico. Consideramos a madeira de demolição como o material extraído de estruturas demolidas ou que foi utilizado na construção civil.

Apesar de ser muitas vezes vista de forma negativa, ela passa por uma série de tratamentos industriais que visam a torná-la reutilizável e dentro dos padrões de qualidade. Além disso, podemos encontrar diversas composições diferentes, o que permite maior flexibilidade para trabalhar, principalmente em alguns cômodos, como cozinhas americanas e varandas gourmets.

HDF

O processo de fabricação da HDF leva fibras de madeira e aglutinação com bastante pressão. Esse tipo de material tem como principais características a homogeneidade da estrutura e a superfície uniforme.

Ele pode ser bastante flexível na sua utilização, por ser facilmente laminado e receber verniz e outros tipos de pintura. Suas principais aplicações são em móveis que suportam grandes pesos.

Detalhes

É fundamental, antes de comprar qualquer madeira para fabricar móveis planejados, estudar sobre os fornecedores. A qualidade deles é crucial para a garantia da eficiência, a manutenção e a elegância do produto final. O custo-benefício deverá ser levado em consideração nesse momento, e se o tipo escolhido atenderá às necessidades dos usuários.

Outro ponto que é extremamente importante, e talvez um dos principais motivos a ser analisado na hora de planejar seus móveis, são as ferraduras. Elas são os itens que mais impactam no preço final do produto. Para manter a durabilidade, é indicado investir em puxadores, trilhos e “stops” de gavetas com maior qualidade para não necessitarmos, futuramente, a compra de novos produtos.

Os padrões de consumo estão cada vez mais exigentes e demandando soluções eficientes para o dia a dia. Escolher bem os tipos de madeira para móveis planejados faz parte da garantia de que o produto atingirá as necessidades do consumidor.

Agora que você compreendeu melhor sobre a importância da escolha do material para produção de móveis planejados, aproveite para conhecer mais sobre o papel da decoração na hora de vender seu imóvel. Boa leitura!

Sobre o autor

Bruno Tenório Broker

Bruno Tenório Broker

Deixar comentário.

Share This